MIGUÉ

área  :  480.00 m²  |  ano  :  2014  |  Parnamirim  :  Recife


Antenada, pop e irreverente  —  a arquitetura para o bar Migué, uma casa cheia de atitude.

A fachada alia estrutura em madeira, assinada pela Madeira Ecológica, a cobogós amarelos, desenho de nossa equipe. Ainda na fachada, o grande jardim vertical  —  com 40.00 m² de área e executado pela EcoGreen Ideias Sustentáveis  —  dá as boas-vindas a uma casa alternativa e descontraída.

Migué, de acordo com o dicionário informal, é uma gíria que significa enrolação, conversa mole para tentar convencer alguém, persuasão  —  e a arquitetura para o bar segue essa pegada casual, maneira, malandra. A casa é moderna, jovem e urbana. O amplo espaço, com alto pé-direito, apresenta cores escuras e instalações aparentes. O piso em epóxi na cor preta e a madeira fazem a base para uma ambientação descolada e atual.

+ saiba mais

A ambientação é uma mistura fina e irreverente de peças vintage, de design, de brechó e quinquilharias. As obras de arte  —  como a grande tela de Delano  —  aparecem lado a lado a um sofá Boca, inspirado no desenho original de Salvador Dalí. O mix vai de uma cabeça de veado a placas sinalizadoras de ataque de tubarão, passando por cavalinhos de carrossel e até um boneco de borracha de E.T., o extraterrestre de Spielberg. No acesso aos toaletes, visores de antigos de fliperama espalham-se pelas paredes. A atmosfera pop e kitsch é arrematada por neons, grafites  —  de Léo Arem, da 33 Crew  —  e muita atitude.

O bar apresenta coquetéis assinados pelo bar tender Rodrigo Sepúlveda, e o cardápio é assinado por Hugo Prouvot, ao lado do chef Daniel Bastos, que o executa.

Pin It on Pinterest

Share This