HOTEL TAVARES CORREIA | CENOGRAFIA

área  :  459.00 m²  |  ano  :  2010  |  Garanhuns  :  Pernambuco


O Hotel Tavares Correia é um daqueles locais que marcam época, por várias gerações, na alma pernambucana.

O hotel  —  inaugurado em 1927  —  inicia em 2010 uma nova fase, com uma série de reformas e melhorias que pretendem devolvê-lo à condição de ícone na hotelaria do estado.

As obras  —  que envolvem a maioria das áreas sociais e privativas  —  iniciam-se pelo restaurante. A data de início da reforma  —  junho de 2010  —  não permitiria, todavia, a conclusão a tempo para o Festival de Inverno, em julho.

A nossa equipe  —  à frente do projeto de arquitetura para a atualização do Tavares Correia  —  apresenta, dessa forma, um projeto de cenografia temporária para a abertura do restaurante durante o Festival de Inverno, ambientando o espaço de forma descontraída e casual.

A atmosfera é descontraída e acolhedora. Alguns itens do projeto de arquitetura definitivo já estão presentes. Alguns outros, como o forro sob a coberta, ficam para ser instalados após o festival. A ausência do forro abre espaço para uma instalação com caráter provisório e cenográfico.

+ saiba mais

A aparência é despojada e informal  —  ao mesmo tempo em que o restaurante já se apresenta, mesmo sem a conclusão das obras, renovado e atraente. As paredes descascadas  —  expondo os antigos tijolos em argila  —  já fazem parte do projeto de arquitetura definitivo.

Quadros, lustres, grades e placas  —  várias peças decorativas são aproveitadas de todas as partes do hotel. As grades em ferro foram recolhidas dos amplos jardins, e usadas como elementos cenográficos. A iluminação, instalada de forma provisória, é envolvente e aconchegante.

A mistura fina de elementos rústicos e peças de design modernista  —  as cadeiras Formiga, riscadas pelo escandinavo Arne Jacobsen em 1955  —  é inusual e irreverente. As cortinas, instaladas de forma provisória nas janelas, aquecem o ambiente.

As telas com vasos de flores  —  pinçadas da área de convenções  —  contracenam com os lustres em ferro com acabamento em pintura branca. A estante em ferro é outra peça encontrada nos jardins do hotel, assim como os potes de barro.

A cenografia, apesar de seu caráter temporário, renova a aparência do restaurante.

 

Pin It on Pinterest

Share This